Encerramento da agência da Caixa Geral de Depósitos na Praça da República

 

O vereador Luís Patacho apresentou à Câmara Municipal das Caldas da Rainha uma proposta de tomada de posição de desagrado tendo em vista a reversão da decisão de encerramento da agência da Caixa Geral de Depósitos (CGD) na Praça da República por parte da administração deste banco público, considerando os seguintes factos:

  • a agência da Caixa Geral de Depósitos na Praça da República presta um serviço bancário indispensável  aos Caldenses e às populações dos concelhos vizinhos, no lugar mais emblemático e central das Caldas da Rainha;
  • há um número muito relevante de funcionários públicos no activo e reformados, nomeadamente professores, que vivem e trabalham nas Caldas da Rainha e concelhos vizinhos, recebendo os seus salários pela CGD, que dependem do acesso físico a esta agência bancária;
  • as Caldas da Rainha têm uma população de cerca de 53 000 habitantes, dos quais 30 000 habitam na cidade, sendo a maior cidade do Oeste e a segunda maior do distrito de Leiria, constituindo uma centralidade urbana de um território alargado, de Peniche a Santarém e de Torres Vedras a Leiria.
  • a agência da CGD na Praça da República é um pólo catalisador do movimento de pessoas e serviços no centro da cidade
  • a agência da CGD na Praça da República é propriedade do banco, sendo que a outra agência é arrendada e demasiado exígua para o número de clientes das Caldas da Rainha e concelhos vizinhos, o que torna mais incompreensível esta decisão por parte da administração do banco

Esta proposta de tomada de posição e o seu envio à administração do banco foi aprovada por unanimidade pela Câmara Municipal das Caldas da Rainha.

 

Anúncios

2 thoughts on “Encerramento da agência da Caixa Geral de Depósitos na Praça da República

  1. Eu penso que esta quase destruida a sona urbana Hestorica da Cidade que eu conheço desde os anos, 1970, Onde havia: Diverçao, Cultura, Auturidade, “Segurança” comercio e a Camara Municipal etc, Esta tudo muito diferente. Para quem estava habituado, sente uma grade diferensa.

  2. Eu penso que esta quase destruida a zona urbana Hestorica da Cidade que eu conheço desde os anos, 1970, Onde havia: Diverçao, Cultura, Auturidade, “Segurança” comercio e a Camara Municipal etc, Esta tudo muito diferente. Para quem estava habituado, sente um grade impacto. Para foturas geraçoes esta tudo bem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s