Declaração de voto contra a comparticipação financeira a atribuir à Associação de Desenvolvimento da Juventude das Caldas da Rainha (ADJCR) destinada a fazer face às despesas com a realização do “Festival do Desporto – Emmerge Fest 2019″

Resultado de imagem para adjcr

Os Vereadores do Partido Socialista, Luís Patacho e Jaime Neto, votaram contra a comparticipação financeira a atribuir à Associação de Desenvolvimento da Juventude das Caldas da Rainha (ADJCR) destinada a fazer face às despesas com a realização do “Festival do Desporto – Emmerge Fest 2019″, tendo apresentado a seguinte declaração de voto:

Comparticipação Financeira à Associação de Desenvolvimento da Juventude das Caldas da Rainha (ADJCR) destinada a fazer face às despesas com a realização do “Festival do Desporto – Emmerge Fest 2019

(ponto 1194/2019 da Reunião Camarária de 2019/08/05)

Os Vereadores do Partido Socialista (PS) têm vindo reiteradamente a defender a extinção da ADJCR – Associação para o Desenvolvimento da Juventude das Caldas da Rainha, da ADIO e da Culturcaldas, fundindo estas três associações numa única.

Fusão essa, como têm dito, assente em critérios de gestão profissionalizados e optimizados, com ganhos ao nível da rentabilização de recursos humanos, financeiros e de equipamentos, que ponha termo à insustentabilidade económica das associações.

Por isso se congratularam com a aprovação dos Estatutos da associação que irá materializar essa fusão, em reunião de Câmara de 13 de novembro de 2017, não sem que tivessem manifestado a sua crítica pela demora no desfecho dessa fusão que já dura há mais de dois anos.

Se tivesse havido efectiva vontade da Câmara Municipal este processo já estaria há muito concluído e nesta altura já só existiria uma única associação, como deveria.

A manutenção da existência das três associações é, portanto, contrária à boa gestão da coisa pública por parte desta Câmara Municipal.

Acresce que a ADJCR é uma associação excessivamente dependente da Câmara Municipal do ponto de vista programático, sendo como que um gabinete camarário de eventos para a Juventude.

Como é igualmente dependente da Câmara Municipal do ponto de vista financeiro, representando o subsídio geral anual do Município – € 235 000,00 – 92,19% do total da receita da associação. 

É, por isso, uma associação não sustentável, e portanto inviável, do ponto de vista financeiro, que apenas consegue obter menos de 8% (!) de receitas próprias do total da sua receita.

Portanto, a ADJCR é uma associação cuja existência há muito deixou de fazer sentido, uma vez que é excessivamente dependente da Câmara Municipal do ponto de vista programático, não viável financeiramente, e que já deveria ter sido integrada na nova associação que agregará a ADJCR, a ADIO e a Culturcaldas.

Do que vem dito, e sobejamente reiterado, entendem os vereadores do PS que o evento “Festival do Desporto – Emmerge Fest 2019”, cujo interesse e pertinência são inquestionáveis, não deveria ser organizado pela ADJCR, pois que há muito se impunha já tivesse sido extinta. 

Pelo que que, considerando o vindo de enunciar sobre a ADJC, os Vereadores do PS não podem deixar de votar contra a comparticipação financeira à ADJCR.

Caldas da Rainha, 05 de agosto de 2019. 

(Luís Miguel Patacho)            (Jaime Neto)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s