Os Vereadores do PS saudaram a apresentação do Plano Ferroviário Nacional (PFN) pelo actual Governo de Portugal, agora em processo alargado de discussão pública, que tem entre os principais objetivos a modernização global da rede ferroviária

Os Vereadores do Partido Socialista (PS), Luís Patacho e Jaime Neto,  saudaram a apresentação do Plano Ferroviário Nacional (PFN) pelo actual Governo de Portugal, agora em processo alargado de discussão pública, que tem entre os principais objetivos a modernização global da rede ferroviária, a resolução dos estrangulamentos no acesso às áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, bem como a criação de um eixo de alta velocidade entre Porto e Lisboa e também entre Portugal e as outras regiões europeias, articulado com a restante rede ferroviária nacional.

Os Vereadores do PS referiram que o mesmo Plano contribuirá desejavelmente para a implementação de uma nova cultura social de mobilidade e acessibilidade, assente no comboio como transporte interurbano do futuro próximo e deixou um desafio para os futuros eleitos locais das Caldas da Rainha nos próximos mandatos autárquicos, nomeadamente a prioridade política estratégica da criação de um novo impulso e investimento na qualificação da centralidade territorial e urbana da nossa estação ferroviária, para que se torne num nó importante na rede ferroviária nacional através da promoção da melhor acessibilidade à rede ferroviária pelos habitantes dos concelhos limítrofes e da subregião do Oeste, criando um interface subregional de modos de transporte diversificados.

Os Vereadores do PS questionaram se a CP – Comboios de Portugal se pronunciou relativamente à intervenção efectuada em reunião do Executivo Municipal de 2021/02/08, na qual propunham endereçar “ofício à CP – Comboios de Portugal a assinalar positivamente e agradecer a mudança de atitude desta empresa após o dia 3 de Janeiro do corrente ano em relação ao serviço ferroviário na Linha do Oeste, nomeadamente com a supressão de “comboios fantasmas”, isto é, marchas especiais entre Caldas da Rainha e Coimbra que circulavam vazios sem serviço de passageiros, facto que se observou nos últimos 5 a 6 anos pelo menos.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s