O Município das Caldas da Rainha apresenta um investimento anual de 27,00 euros por habitante na qualidade ambiental, um dos mais baixos da sub-região do Oeste, o que é inaceitável

Os Vereadores do Partido Socialista (PS), Luís Patacho e Jaime Neto, a propósito da actualização dos dados de 2019, publicados pelo INE-Instituto Nacional de Estatística, relativos ao investimento no Ambiente ao nível concelhio, referiram que o Município das Caldas da Rainha apresenta um investimento anual de 27,00 euros por habitante, um dos mais baixos da sub-região do Oeste, o que é inaceitável.

Os Vereadores do PS observaram ainda que não há registo de investimento municipal no que concerne à defesa da qualidade do ar e à diminuição do ruído urbano.

Os Vereadores do PS referiram também que deve ser efectuado um maior e melhor investimento municipal na qualidade ambiental e, sobretudo, nestes dois itens, por os considerarem estratégicos para o futuro.

Os Vereadores do PS observaram que a qualidade ambiental é um factor de fixação de habitantes e atração de novos visitantes, que poderão voltar e vir a adquirir futuramente uma habitação, tornando-se também novos habitantes, ampliando e diversificando a base económica e social das Caldas da Rainha.

Os Vereadores do PS relembraram ainda as suas propostas apresentadas em reuniões camarárias anteriores para a melhoria da qualidade ambiental das Caldas da Rainha, designadamente as seguintes:

  • Proposta de valorização da praia de Salir do Porto com mais e melhor investimento, considerando que não consta da lista das praias com “Qualidade de Ouro 2018”, apresentada na reunião camarária de 2018/06/11;
  • proposta de elaboração de um ‘Relatório Municipal’ detalhado sobre a qualidade da água potável, balnear, de rios, albufeiras e aquíferos das Caldas da Rainha, apresentada na reunião camarária de 2018/10/01;
  • Proposta de indicação de um técnico camarário para acompanhamento do processo de monitorização da qualidade da água na exploração de morangos situada no Vale Tifónico das Caldas da Rainha, apresentada na reunião camarária de 2019/05/27;
  • Proposta de plantação de novas árvores nas caldeiras sem árvores, tendo como objectivo a melhoria do ambiente urbano, nomeadamente ao nível da melhoria da qualidade do ar, da diminuição do ruído e do atenuar dos efeitos negativos provocados pelos ventos excessivos, apresentada na reunião camarária de 2019/06/03;
  • Proposta de elaboração de uma candidatura camarária à 3ª fase do Programa Eco.Mob, que prevê a distribuição de 600 automóveis eléctricos às autarquias locais com comparticipação do Estado, apresentada na reunião camarária de 2019/07/22;
  • Proposta à Câmara Municipal para a criação e implementação do “Regulamento Municipal do Arvoredo das Caldas da Rainha”, apresentada na reunião camarária de 2019/12/23;
  • Proposta de rearborização da Rua Pero Vaz de Caminha, na freguesia de Santo Onofre, atendendo que actualmente a rua não tem qualquer arborização, por terem sido cortadas todas as árvores há 4 anos atrás, apresentada na reunião camarária de 2020/02/10;
  • proposta de submissão de uma candidatura do Município das Caldas da Rainha para projectos de ciclovias intermunicipais, com uma dotação de €3.500.000,00, pelo Fundo Ambiental, apresentada na reunião camarária de 2020/08/24;


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s