Declaração de desagrado e repúdio pela inversão dos valores e objectivos das políticas europeias manifestada pela maioria PSD no executivo camarário, relativamente ao que deveria ser a celebração da “Semana Europeia da Mobilidade 2020” no nosso concelho

Semana Europeia da Mobilidade 2020

Os Vereadores do Partido Socialista (PS),  Luís Patacho e Jaime Neto, apresentaram uma “Declaração de desagrado e repúdio pela inversão dos valores e objectivos das políticas europeias manifestada pela maioria PSD no executivo camarário, relativamente ao que deveria ser a celebração da “Semana Europeia da Mobilidade 2020” no nosso concelho:

Declaração de desagrado e repúdio pela inversão dos valores e objectivos das políticas europeias manifestada pela maioria PSD no executivo camarário, relativamente ao que deveria ser a celebração da “Semana Europeia da Mobilidade 2020” no nosso concelho

Os Vereadores do Partido Socialista (PS),  Luís Patacho e Jaime Neto,  ao abrigo do artigo 2º do Estatuto do Direito de Oposição (Lei Nº 24/ 98 de 26 de maio) vêm apresentar,  por este meio, uma declaração de desagrado e repúdio pela inversão dos valores e objectivos das políticas europeias manifestada pela maioria PSD no executivo camarário, relativamente ao que deveria ser a celebração da “Semana Europeia da Mobilidade 2020” no nosso concelho,  tendo em conta as seguintes considerações políticas:

  1. Os Vereadores do Partido Socialista (PS)  consideram a mobilidade e a acessibilidade como um elemento-chave das políticas urbanas municipais, nacionais e europeias, entendendo que a celebração da ‘Semana Europeia da Mobilidade 2020’ deve merecer da parte do executivo municipal uma grande atenção e preparação das iniciativas municipais a desenvolver neste âmbito, dado o seu impacto e significado simbólico junto dos cidadãos Caldenses e visitantes;
  2. Foi com esse objectivo da valorização e diversificação dos meios de acessibilidade e mobilidade urbana que, já há mais de 5 anos atrás, na sessão da Assembleia Municipal de 2015/02/24, o grupo municipal do PS apresentou a proposta inovadora da criação e implementação de  um “Plano Intermunicipal de Mobilidade Ciclável das Caldas da Rainha e Óbidos”; 
  3. Foi também com esse mesmo objectivo que o grupo municipal do PS, pela primeira vez,  questionou e solicitou informações ao executivo municipal sobre o plano de organização e celebração da “Semana Europeia da Mobilidade 2015” na sessão da Assembleia Municipal de 2015/07/27
  4. Foi ainda com esse mesmo objectivo que os Vereadores do PS apresentaram nas sessões camarárias de 2018/09/03 , 2018/09/10, 2019/07/01, 2019/07/29, 2019/09/02, propostas diversas de contributos positivos e ainda a sua disponibilidade para terem uma participação activa no planeamento das iniciativas municipais a desenvolver neste âmbito, para além de declarações de voto, sempre com um espírito crítico construtivo, dado que, nos anos anteriores de 2015, 2016 e 2017, as iniciativas municipais desenvolvidas estiveram muito desfasadas e muito aquém dos desafios municipais subjacentes aos temas propostos para a ‘Semana Europeia da Mobilidade’;
  5. Foi ainda com esse mesmo objectivo que os Vereadores do PS voltaram a apresentar, já neste ano de 2020, nas sessões camarárias de 2020/06/17 e 2020/08/31, a sua disponibilidade para terem uma participação activa no planeamento das iniciativas municipais no âmbito da  “Semana Europeia da Mobilidade 2020”, sublinhando a pertinência das suas propostas apresentadas previamente nas reuniões camarárias de  2020/04/14, 2020/05/11 e 2020/06/29 relativas à criação e implementação de ciclovias instantâneas (“pop-up bike lanes”) no nosso concelho, tendo em conta as medidas de distanciamento físico e social impostas pela prevenção da pandemia do Covid-19 e as experiências desenvolvidas com sucesso em inúmeras cidades europeias e mundiais neste âmbito; 
  6. No entanto, a sua chamada à participação em reuniões de trabalho para discutir as iniciativas municipais a desenvolver no âmbito da  celebração anual da “Semana Europeia da Mobilidade” quase nunca se realizou ao longo dos últimos 5 anos e, quando por uma vez aconteceu, o resultado da programação final não teve em consideração as propostas apresentadas pelos Vereadores do PS,  sendo exclusivamente planeadas e agendadas pela maioria PSD do executivo camarário permanente;
  7. De facto, as propostas dos Vereadores do PS não têm merecido qualquer consideração nem agendamento no âmbito dos sucessivos programas municipais de celebração da “Semana Europeia da Mobilidade” nos últimos 3 anos;
  8. Neste ano de 2020, o padrão dos anos anteriores repetiu-se, sendo que desta vez, o programa de celebração da “Semana Europeia da Mobilidade” nas Caldas da Rainha é particularmente pobre e confrangedor, constituindo uma autêntica inversão dos valores e objectivos das políticas europeias no âmbito da acessibilidade e mobilidade urbanas;
  9. De facto, quando se programa e permite que os concessionários e representantes de diversas marcas de automóveis estacionem de uma forma abusiva os veículos em cima dos passeios, numa espécie de feira de publicidade e comercialização automóvel no espaço público pedonal, com bandeirinhas das respectivas marcas, o que se está a dizer aos cidadãos Caldenses é que o automóvel é o modo de transporte privilegiado no sistema da mobilidade urbana das Caldas da Rainha, permitindo-se estacionar ilegalmente em cima dos passeios, com o beneplácito da maioria PSD instalada no executivo municipal;
  10. Os Vereadores do PS consideram que a exposição de carros híbridos e eléctricos pelos concessionários das marcas de automóveis ao longo de toda a semana, estacionados de uma forma abusiva em cima dos passeios, no espaço público pedonal, são uma clara inversão dos valores e objectivos das políticas europeias da mobilidade urbana, não respondendo aos desafios de testar novas políticas e medidas municipais no âmbito do desenvolvimento de maior e melhor mobilidade, acessibilidade, qualidade de vida e segurança no quadro da actual pandemia do Covid-19, em que os factores da melhoria da qualidade do ar, redução do ruído, diversificação dos meios de transporte e promoção de hábitos de vida saudáveis são cada vez mais importantes para os cidadãos europeus, nomeadamente os Caldenses
  11. O facto destes automóveis serem eléctricos ou híbridos não diminui a verdadeira natureza da inversão dos valores e objectivos das políticas europeias de diversificação dos modos de transporte nos sistemas urbanos de acessibilidade e mobilidade, com uma clara aposta na valorização dos modos de mobilidade suave, assim como dos próprios objectivos da “Semana Europeia da Mobilidade 2020” quando preconiza que a celebração deste evento é  “(…) uma oportunidade para os governos locais em toda a Europa (e mais além) permitir que os residentes testem modos de mobilidade ativa e descubram os benefícios de formas sustentáveis de transporte” [https://mobilityweek.eu/news/?c=search&uid=c4h16qRJ] ;
  12. O facto de vivermos numa situação de estado de calamidade pública no contexto da pandemia do Covid-19, não impede os Municípios europeus de terem um programa de celebração da “Semana Europeia da Mobilidade 2020” rico, diversificado e adaptado às circunstâncias muito particulares em que vivemos;
  13. Muito pelo contrário, o que a actual pandemia do Covid-19 veio evidenciar foi a necessidade urgente de reflexão sobre os impactos da pandemia nos comportamentos de mobilidade urbana dos Cidadãos, com políticas urbanas claras e urgentes de adaptação das cidades a um novo estilo de “vida normal”, no qual o ecossistema de mobilidade urbana assente na diversificação dos modos de transporte desempenha um papel fundamental, tal como se comprova pelas múltiplas experiências de cidades europeias e mundiais na criação de ciclovias instantâneas (“Pop-up bike lanes”), cujo sucesso tem originado a sua passagem a ciclovias permanentes, como tem acontecido recentemente na cidade de Lisboa;
  14. Também é relevante referir que cidades muito perto de nós, como Torres Vedras, com a qual as Caldas da Rainha partilha a centralidade territorial da sub-região do Oeste, têm um programa de celebração da “Semana Europeia da Mobilidade 2020” rico e diversificado [https://mobilityweek.eu/2020-participants/?year=2020&ci=pt_f0w4nmt3], apesar de, ou por causa do Covid-19, não havendo portanto justificação para o facto do programa das Caldas da Rainha ser particularmente pobre e confrangedor, constituindo uma autêntica inversão dos valores e objectivos das políticas europeias no âmbito da acessibilidade e mobilidade urbanas no contexto da actual pandemia do Covid-19.

Por todos os motivos acima enunciados, os Vereadores do PS apresentam esta declaração de desagrado e repúdio pela inversão dos valores e objectivos das políticas europeias manifestada pela maioria PSD no executivo camarário, relativamente ao que deveria ser a celebração da “Semana Europeia da Mobilidade 2020” no nosso concelho.

Caldas da Rainha, 21 de setembro de 2020.

Os Vereadores do PS,

(Luís Patacho) (Jaime Neto)


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s